Conheça o Mecanismo da Atenção

Neuro Blog Ansiedade Conheça o Mecanismo da Atenção

Por Neuro Blog

Vamos apresentar o Mecanismo da Atenção: O Mecanismo da Atenção é Essencial nos Processos de Aprendizagem, desde um Animal no meio da Selva até um indivíduo em seu meio Escolar e/ou Social. É fundamental que todos os seres vivos tenham a capacidade de receber os estímulos ambientais, através de seus órgãos sensoriais, filtrá-los e absorver somente os mais relevantes.

A atenção é uma função crucial que permite a interação do ser com seu ambiente, além de auxiliar na organização dos processos mentais. O mecanismo atencional é amplamente estudado por diversos ramos do conhecimento, incluindo a psicologia, biologia, neurociência cognitiva e fisiologia.

A Atenção pode ser Definida como a Capacidade do Indivíduo em Responder Predominantemente aos Estímulos que lhe são Comportamentalmente Relevantes, e Ignorar as Distrações Arredores.

Para saber mais sobre o Mecanismo da Atenção, continue lendo esse artigo.

Conheça o Mecanismo da Atenção

A Atenção pode ser Definida como a Capacidade do Indivíduo em Responder Predominantemente aos Estímulos que lhe são Comportamentalmente Relevantes, e Ignorar as Distrações Arredores.

Exames Neurológicos, Eletroneuromiografia SP

O ato de prestar atenção caracteriza-se pelo aumento da capacidade e sensibilidade perceptual no que diz respeito ao alvo, em junção ao declínio da interferência provocada por estímulos distratores externos.

Em uma festa, por exemplo, um ambiente repleto de estímulos visuais e sonoros, nós temos a capacidade de selecionar os estímulos que nos interessam e, dessa forma, manter o foco na conversa com um amigo, ignorando os demais estímulos distratores.

  • Um Outro Exemplo é algo que Acontece no TDAH

Tipos de Mecanismo da Atenção

Segundo a psicologia, existem quatro formas básicas de atenção, algumas conscientes, outras voluntárias: seletiva, alternada, sustentada e dividida.

  • Atenção Seletiva

    • A atenção seletiva caracteriza-se pela concentração das funções cerebrais em apenas uma atividade, excluindo todos os estímulos ao redor, ou seja, a capacidade de “selecionar” o estímulo para o qual sua atenção estará direcionada. A situação citada da festa é um exemplo de atenção seletiva: conseguir se concentrar na voz do seu amigo, embora esteja em um ambiente barulhento e lotado.
  • Atenção Alternada

    • A atenção alternada é a habilidade do indivíduo em mudar o foco da atenção, bem como alterná-la entre diferentes tarefas que exigem diferentes níveis de exigência, concentração e compreensão. Um exemplo prático é ler uma receita de bolo e depois executá-la.
  • Atenção Sustentada

    • A atenção sustentada representa a capacidade do indivíduo de sustentar seu foco em uma atividade repetitiva e contínua, por um longo período de tempo, sem distrações. Um exemplo é conseguir manter-se atento durante uma longa reunião.
  • Atenção Dividida
    • A atenção dividida é a capacidade do indivíduo de realizar mais de uma atividade simultaneamente, ou seja, processar respostas ou reagir a duas ou mais demandas ao mesmo tempo, como verificar um e-mail durante uma reunião ou ouvir música enquanto lê. Na realidade, o que fazemos é alternar rapidamente a atenção entre as tarefas, dando a impressão de estamos executando-as simultaneamente.

Prejuízos do Mecanismo da Atenção

Muitas pessoas enfrentam dificuldades em se concentrar e sustentar a atenção em determinada tarefa, devido a desordens emocionais.

A insegurança é um sentimento que comumente leva o indivíduo à procrastinação, afinal, se você não se sente seguro para realizar determinada tarefa, a tendência é criar formas de não executá-la. O mesmo acontece com pacientes que sofrem de ansiedade e depressão.

A dificuldade em selecionar os estímulos mais importantes e processá-los é considerada a principal responsável pelos problemas de aprendizado e desordens cognitivas, que levam os pacientes ao consultório do neurologista.

Os prejuízos do mecanismo da atenção refletem-se em doenças neurológicas como o Alzheimer, a Doença de Parkinson, o TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) e a epilepsia.

Doenças Neurológicas como o

A Importância desse Processo

É importante compreender o mecanismo da atenção pois vivemos em um mundo em que somos constantemente distraídos quando a distração é a última coisa que precisamos. A qualquer momento, milhares de coisas podem estar competindo por nossa atenção e nossa capacidade de filtrar essas coisas e focar no que realmente é importante – tão importante que às vezes pode significar a diferença entre vida e morte.

Quando você dirige um carro no trânsito, sua capacidade de se concentrar na estrada e em outros motoristas, ignorando as distrações (o rádio, o celular, a conversa de um passageiro no carro) pode significar a diferença entre chegar ao seu destino com segurança ou entrar em um acidente de trânsito.

A distração é uma das principais causas de lesões e morte na condução e em outros ambientes de alto risco. Existem diferenças individuais na capacidade de lidar com a distração. Novos produtos eletrônicos são projetados para atrair a atenção. Suprimir esses sinais exige esforço, e às vezes as pessoas parecem não conseguir.

Caso você sofra de déficit de atenção e enfrente dificuldades em se atentar e sustentar o foco durante suas atividades cotidianas, consulte o neurologista de sua confiança e realize uma avaliação clínica para obter um diagnóstico.

Mais Informações na Internet

Referência

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Informado

Para acompanhar as melhores jornadas de perda de peso, histórias de sucesso e entrevistas inspiradoras com os principais treinadores e especialistas do Neurológico. Comece a mudar a sua vida hoje!

Conheça o Mecanismo da Atenção

As pessoas leem depois