Neuroestimulador

Neuro Blog Neuroestimulador Neuroestimulador

Por Neuro Blog

Neuroestimulador: O tratamento da dor inclui, em uma escala crescente de complexidade, o tratamento clínico, infiltrações, bloqueios, procedimentos minimamente invasivos e cirurgias para dor crônica.

Neuroestimulador

Todo guerreiro precisa aprender uma única coisa: a dor é inevitável e o sofrimento é opcional.

Malcolm Merlyn

Um tratamento eficaz para melhorar a qualidade de vida! sim, estou me referindo ao Tratamento da dor! Ninguém merece sofrer! E na busca de um tratamento eficaz para dor, esse tratamento da dor inclui:

Em escada gradual de progressão Crescente de Dificuldade, o

  • Tratamento Médico,
  • Infiltrações,
  • Bloqueios,
  • Procedimentos Minimamente Invasivos e também as
  • Cirurgias para Dor Crônica.
    • O Especialista da Neurocirurgia ou seja o Médico Neurocirurgião é profissional indicado para estes casos.

Nível Insuportável de Dor

Sem efeito, já os farmacológicos ou seja os medicamentos já não tem mais nenhuma eficacia contra a dor e esta já se tornou ou se torna Insuportável. Porém muito mais do os  medicamentos, além de não fazerem mais efeito, passam a ter efeitos colaterais danosos, está na hora de considerar a opção dos os procedimentos cirúrgicos.

O implante de eletrodo epidural para estimulação da medula espinhal é uma técnica que tem se demonstrado eficiente e segura para esses pacientes que sofrem com dor crônica.

Estimulação da Medula Espinhal – Porque Funciona?

O que o paciente sente? A estimulação elétrica do sistema nervoso medial com eletrodos implantados visa a ativação das vias supressoras da dor e o bloqueio eletrofisiológico da recepção do incitamento de dor. O paciente refere uma sensação aprazível, que lembra o TENS (métodos muito utilizado na fisioterapia analgésica) e que inibe a dor.

Neuroestimulador
Neuroestimulador

Porquê são estes eletrodos? Qual o melhor tipo?

Os eletrodos podem ter diversos tamanhos e formas. Eletrodos cilíndricos podem ser aplicados através da pele, com anestesia sítio, porém as complicações com esta técnica são mais frequentes: transmigração do eletrodo, dificuldade de implantação em pacientes com artrose da pilar, urgência de reposição. Os eletrodos em placa apresentam a facilidade de colocação através de pequena cirurgia realizada com anestesia universal, maior firmeza e a possibilidade de estimular áreas mais específicas.

Se preferir assistir ao vídeo Neuroestimulardor diretamente no Youtube, clique aqui. Sua preferencia é o nosso objetivo.

Os eletrodos cilíndricos induzem campos elétricos multidirecionais, o que os torna menos eficiente, pois podem estimular estruturas que não são o mira do tratamento. Os eletrodos em placa geram campos unidirecionais, que são mais eficientes e minimizam a estimulação de estruturas não desejadas, incluindo as fibras dolorosas e o ligamento amarelo.

“A dor é inevitável, o sofrimento é opcional.” Carlos Drummond de Andrade

A cirurgia para implantação dos eletrodos é muito complicada?

É uma cirurgia simples, que dura menos de 30 (trinta) minutos ou meia hora e é realizada com anestesia universal. A incisão é realizada sobre a pilar e tem aproximadamente 4 (quatro) cm.

Estimulação da Medula Espinhal - Porque Funciona?
Estimulação da Medula Espinhal – Porque Funciona?

Localização – Onde o eletrodo e o gerador ficam Exatamente?

O eletrodo fica dentro da pilar, na segmento de trás da dura-máter, membrana que cobre a medula espinhal, entre ela e o osso. O sítio exato depende da região que se deseja estimular. Por exemplo, caso os sintomas sejam em membros inferiores, o mira é a medula torácica; se os sintomas forem em membros superiores ou tronco, o mira é a medula cervical.

Geralmente o paciente é submetido a uma tempo de testes em que os eletrodos são implantados, mas a estimulação elétrica é realizada através de gerador extrínseco durante 1-2 semanas. C

aso a estimulação elétrica, durante a tempo de testes não beneficie o doente, os eletrodos são removidos; caso seja positiva, o gerador interno e definitivo é implantado. Neste caso, pode permanecer instalado na região do

  • Abdominal
    • abdômen, ou no
  • Tórax,
    • posição comumente utilizada para o marca-passo cardíaco.

Bateria? Vou ter que me contar na Tomada? Qual a duração da Bateria?

Bateria? Vou ter que me contar na Tomada? Qual a duração da Bateria?
Bateria? Vou ter que me contar na Tomada? Qual a duração da Bateria?

Os sistemas podem ser alimentados por radiofrequência ou sustar bateria junto ao sistema de geração de incitamento. Os mais modernos são geralmente recarregados a cada 1-2 semanas; e a bateria dura em torno de 6 (seis)-9(nove) anos, precisando ser trocada depois nascente período.

Esses sistemas possuem a vantagem de maior longevidade do aparelho, possibilidade de acionamento de vários eletrodos ou contatos, de poder utilizar vários programas e modos de estimulação, possibilidade de utilização de mais pujança e de terapêuticas mais amplas, maior potencial de pacificar a dor e de participação do paciente no controle de sua dor.

Quando o sistema utiliza somente sua bateria, sem a possibilidade de recargas periódicas, as opções de programação e de magnitude de pujança liberada pelo sistema são limitadas.

Buda disse em certa ocasião: “A dor é inevitável, o sofrimento é opcional.” Isso significa que a dor sempre estará presente em nossa vida, pois sofremos acidentes, vivemos perdas, decepções… O que muda de uma pessoa para outra é a interpretação que se faz desses acontecimentos.

Allan Percy

Em quais casos esse sistema está indicado?

As indicações para neuroestimulador implantável para estimulação da medula espinhal incluem o tratamento de dor crônica e intratável dos membros ou do tronco, incluindo dores unilaterais ou bilaterais associadas as seguintes condições

Doenças Neurológicas ou da Pilar

Doenças Neurológicas ou da Pilar
Doenças Neurológicas ou da Pilar

  • Síndrome Pós-Laminectomia,
    • Dor lombar pós falta do Tratamento Cirúrgico (failed back syndrome)
  • Dor Radicular ou
    • Radiculopatia resultante de síndrome pós laminectomia ou de hérnia de disco
  • Dor secundária a múltiplas cirurgias de pilar
  • Cirurgia de Hérnia de Disco
    • Mal Sucedida
  • Doença Degenerativa Discal ou
    • Hérnia de Disco Refratária ao Tratamento médico conservador e às intervenções Cirúrgicas
  • Causalgia Periférica
  • Fibrose Epidural
  • Aracnoidite
  • Nevralgia Pós-herpética Refratária ao tratamento conservador
  • Polineuropatia Periférica Refratária ao tratamento conservador
  • Síndrome da Dor Regional Complexa,
    • Distrofia Simpático Reflexa ou
    • Causalgia
  • Dor Mielopática Segmentar
  • Dor Decorrente de Deaferentação Plexular
  • Causas Vasculares
    • Dor no coto de amputação
    • Dor isquêmica de membros inferiores (aterosclerose grave)
  • Causas Cardiológicas
    • Angina intratável e de
    • Etiologia já Estabelecida e Controlada
  • Causas Oncológicas
    • Dor Secundária a Cancro com comprometimento ósseo, declamar,
    • deestruturas nervosas ou
    • vísceras.

Doenças Neurológicas ou da Pilar
Doenças Neurológicas ou da Pilar

Um aparelho moderno que usa eletroestimulação através de eletrodos implantados próximos à medula para cortar ou diminuir a sensação

 

Estimulador da Medula Espinhal

Um Estimulador da Medula Espinhal ou Estimulador da Coluna Dorsal é um tipo de dispositivo de neuromodulação implantável usado para enviar sinais elétricos para selecionar áreas da medula espinhal para o tratamento de certas condições de dor.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique Informado

Para acompanhar as melhores jornadas de perda de peso, histórias de sucesso e entrevistas inspiradoras com os principais treinadores e especialistas do Neurológico. Comece a mudar a sua vida hoje!

Neuroestimulador

As pessoas leem depois